BRASIL: NÃO É PESSIMISMO, É CRISE, É DESCONTROLE

Share:
Depois da redução no orçamento da saúde, educação e no ministério das cidades, após vários aumentos nos impostos, modificações na aposentadoria e outras medidas, vem a confirmação de que ainda não foi suficiente e que por isso os brasileiros precisarão se sacrificar um pouco mais pela pátria. 

Ontem a imprensa nacional repercutiu através de declarações dos membros do próprio governo e da análise de especialistas em economia, que o país ainda não conseguiu economizar o que necessita.

De fato, isso foi previsto no início do ano, tanto pelos intelectuais da área como pela oposição, mas a presidente Dilma, gastou naquela oportunidade os últimos créditos da confiança do povo e mais uma vez se firmou no obsoleto discurso dos "pessimistas". 

O preocupante agora é saber que sacrifícios serão esses? De onde mais vai se cortar? O que mais vai subir de preço? As pálidas áreas de educação e saúde vão ficar ainda mais depreciadas? Nós é que vamos ter que pagar a conta integral da corrupção e dos corruptos? 

O governo está esgotado, o PT também, Lula essa semana disparou contra o próprio partido dizendo " eu acho que o PT perdeu... a utopia... agente só pensa em cargo... em empregos...em ser eleito". 

Ele também não poupou a presidente Dilma, sugerindo que ela é mentirosa e sem condução. 

Claro, se trata de uma estrategia, de alguém que sendo maior que o PT, quer e precisa se isentar para ainda sonhar com 2018, mas isso analisaremos noutro momento, suficiente aqui é observarmos no discurso do ex presidente o descontrole geral do PT.    

Inevitavelmente teremos  um segundo semestre ainda pior que o primeiro, receio que coisas horríveis do ponto de vista social, venham acometer a população. Temo pela crise em todas as alas da sociedade. 

Honestamente hoje não dá para saber o que é mais danoso para o Brasil, seguir com o governo ou derrubar o PT do centro da República.

Lázaro Farias
Jornalista e professor de História
pela UFCG

Nenhum comentário