SISTEMA FEUDAL - BAIXA IDADE MÉDIA - ROTEIRO DE AULA

Share:

SISTEMA FEUDAL – BAIXA IDADE MÉDIA

1 – AGRICULTURA
* Auto suficiente
* Trocas monetárias existiam, porém em pouca quantidade
* A base do comércio era de trocas naturais
* Produto por produto

2 – PODER POLITICO
* Descentralizado
* Posse da terra é o que da o poder político
* Sociedade estamental

3 – SOCIEDADE ESTAMENTAL
* Divisão de grupos sociais
* Cada grupo possui seus privilégios ou não

1. CLERO – ORAÇÃO
2. NOBREZA – DECISÃO POLITICA E PRÁTICA DA GUERRA
3. TRABALHADORES – SUSTENTA AS DUAS CLASSES
* Inter relações intensas

4 – RELAÇÕES DEUDO VASSÁLICAS
* Terra é o beneficio
* O doador é o suserano
* O recebedor é o vassalo
* A posse da terra dar poder político
* O suserano perde poder político
* O vassalo deve prestação de serviço ao suserano
* O servo forma uma mão de obra que esta entre a escravidão e o trabalho assalariado
* Ele não é escravo, mas esta preso a terra

4 – OBRIAÇÕES FEUDAIS

* Corvéia – trabalho da terra – 5 dias
* Talha – O servo estava preso a um lote terra – 50% do que for produzido é do senhor
* Banalidades – pagamento do forno, moinho, pedágio

5 – PRINCIPAL INTITUIÇÃO DA IDADE MÉDIA
* Igreja católica
* Presente desde o batismo até a extrema unção
* Clero secular – parte que tem contato com os fiéis
A. Composto por alto clero – papa, bispo (dirigentes)
B. Baixo claro – padre (esta mais em contato com os fiéis)
C. Clero Regular – mosteiros (Isolada) carmelitas, franciscanos
* No topo está o papa

6 – BURGO – SECULO XI – CRISE DO SISTEMA FEUDAL
* Crescimento populacional
* Novo sistema de atrelar o animal
* Invasões de povos chega ao fim (não existe guerras)
* Inovações tecnológicas
* Cruzadas dos mendigos – comércio
* Novas funções – novos ofícios
* Nasce a burguesia

7 – CRISE DO SÉCULO XIV – TRILOGIA
* Guerra dos 100 anos – frança e Inglaterra – desorganiza a produção agrícola – fome
* Peste negra – cruzados contaminados com pulgas – sangue negro – dizimação de um terço da população
* Fome – resultado final
* Superação acontece com a expansão marítima.

Nenhum comentário